sábado, 27 de dezembro de 2008

Cavalinho branco



Encontrei nos meus arquivos esta foto que tirei ao cavalinho branco do meu neto, que ainda gosta de balouçar e lembrei-me deste poema de Cecília Meireles:


Cavalinho Branco


À tarde, o cavalinho branco

está muito cansado:

mas há um pedacinho do campo

onde é sempre feriado.

O cavalo sacode a crina

loura e comprida

e nas verdes ervas atira sua branca vida.

Seu relincho estremece as raízes

e ele ensina aos ventos a alegria de sentir livres

seus movimentos.

Trabalhou todo o dia, tanto!

desde a madrugada!

Descansa entre as flores,

cavalinho branco,

de crina dourada!


Desejo a todos um EXCELENTE 2009 com muita alegria muito amor e muita saúde.

11 comentários:

Cadinho RoCo disse...

Não sei se a foto foi ao poema ou se o poema entregou-se à foto. Sei sim, que a publicação ficou ótima.
Cadinho RoCo

Helena Paixão disse...

Lindo post Ana!

Espero que 2009 te traga a concretização dos teus sonhos mais queridos. Tudo de bom para ti e família :)

Bjs

Chris disse...

Os netos! As nossas doçuras.
Adorei!
Bom 2009

Paula disse...

Desejo que o teu neto goste um dia deste teu espaço porque já vi que tens muitas mensagens dedicadas a ele.
Beijos miuda e um bom ano de 2009.

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Ana, maravilhoso poema e belas fotos... desejo-te e a toda a tua Família um ANO NOVO de realizações... Um grande abraço de carinho...
Fernandinha

Jorge Monteiro disse...

Olá Ana
Esta foto fez-me recordar os tempos de menino...
Gostei muito do texto, foi muito bem escolhido.
Bom Ano.
Beijinhos.

Cadinho RoCo disse...

Já de retorno porque é sempre bom passar por aqui. Feliz ano novo.
Cadinho RoCo

Nuno de Sousa disse...

Olha que lindo, sabes minha boa amiga, tive um igual a esse ai :-) que giro...

Feliz ano de 2009 para ti amiga e que ele te traga o que mais desejas principalmente saúde, amor e alegria.
Bjs grandes deste amigo,
Nuno de Sousa

Vieira Calado disse...

Olá!

Boa noite!

Desejo-lhe

um

BOM ANO

de 2009

PS:
Tenho, por acaso, no meu blog,
um poema a um cavalinho (...o meu cavalinho era o meu amor verdadeiro... etç), de quando era miúdo.
Mas já está lá para o fim dos posts.
No entanto, se lhe der jeito... penso que irá gostar.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Agora venho aqui deixar um beijito para o teu neto e para ti é óbvio.
Tudo de bom! Muita saúde.
Luísa

Anónimo disse...

ola minha amiga querida,cá estou eu desculpa so agora vir ver o teu cantinho,mas vim.o teu cantinho é maravilhoso.Adoro-te muito és uma grande mulher com um M muito grande;-D tens umas lindas imagens de aveiro,adorei.beijitos grandes
cristina saraiva