terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

A MÁSCARA



Máscara de Carnaval


Como te quero e admiro
Máscara de Carnaval …
Máscara querida,
Porque não és fingida …
Tu não mentes,
Dizes o que sentes,
És o que és …
Fica conosco
O ano inteiro;
Ensina o homem
A ser verdadeiro;
Tapa-lhe a cara
De máscara disfarçada,
Que faz do mundo actual,
Um terrível
E constante Carnaval.

Maria Alice Fonseca



Há um ano atrás vim passar o dia de Carnaval com os meus Príncipes e regressei a Aveiro no comboio com uma linda menina trajada de "Cinderela" que entrou na Estação de Estarreja, lembram-se?:-)

Este ano foi diferente já vim antes do Carnaval, e ainda não sei quando volto, mas também não estou preocupada com o regresso.

O meu Príncipe que ainda só tem três aninhos lá fez a máscara de pirata, mas não a colocou, preferiu ir para o Infantário com a cara destapada, mas com uns bigodes feitos com lápis preto:-)
Ah levou o mapa (do tesouro escondido), não fosse perder-se na viagem, que imaginou fazer no barco dos piratas.
- Aonde vão no barco? Perguntei-lhe eu, ao que respondeu:
- À América ou muito longe:-)



Fotos tiradas há pouco aqui em cima da cama onde estou a escrever a mensagem:-)

7 comentários:

lis disse...

Ana doce portuguesinha
O poema traz embutido uma verdade que nao queremos crer,mas a gente muitas vezes guarda bem escondida aquela máscara pra usá-la em oportunas ocasioes.O tempo ajuda a discernir isso e ser mais corajosa e mostrar mais a cara.
O carnaval pra mim tbém nunca foi essencial, até já brinquei discretamente, hoje me encanto com uma multidão que se encontram numa avenida e se confundem,e aí sonho com a possibilidade de haver mais igualdade e confraternização no mundo.
Fique bem com seus principezinhos e desenvolva sua ternura de avó e quando voltar estará cheia de amor pelos outros.
muitos abraços ,obrigada pela feliz escolha do poema.perfeitinho.

FOTOS-SUSY disse...

OLA QUERIDA ANA, LINDISSIMA POSTAGEM...ADOREI O POEMA...QUE TENHA UMA FELIZ E ILUMINADA SEMANA AMIGA...JUNTO AOS SEUS!!!
BEIJINHOS DE CARINHO E TERNURA,


SUSY

Céu Vieira disse...

Gostei tanto do poema que hoje partilhaste connosco Ana Paula!!!!
Tão verdadeiro!....
Deus nos ajude a ser o mais reais possível... sem máscaras!

"Temos aprendido a voar como os pássaros,
a nadar como os peixes,
mas ainda não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos"

(Martin Luther King)

Desejo que esteja tudo a correr bem com a tua princezinha!

Um beijinho e um abraço muito grande para ti linda!!!!

RETIRO do ÉDEN disse...

Querida Ana,
Lindos poema, foto do trabalho e narrativa do Carnaval do teu príncipezinho.
...
Mas a tua menininha teve falta de ar?...Aqui, desejamos que esse mau estar passe completamente e tudo fique como Deus quer.
Obga.pela visita e comentário sempre amigo.
Bjs.sinceros
Desejos de cura total.
Mer

Agulheta disse...

Ana querida.Como disse nunca foi uma festa que me fizesse deslumbrar,gosto de ver as crianças,e de certa forma os homens vestidos de mulher,e principalmente de tacão! Olha desato a rir,porque eles tropeçam neles"tacões".Mascaras as vimos todos os dias,alguns já nem se tapam! Beijinho fica bem junto dos teus.
Lisa

Multiolhares disse...

Minha querida espero que a tua flor esteja já bem, ficamos com o coração nas mãos quando eles ficam doentes,mas já está em casa e tu toda babada a dar miminho á família, pois se os teus príncipes são os teus olhos a tua filhota é o teu amor primeiro.As respostas que os pequeninos nos dão quando fazemos certas perguntas ficamos a compara-las quando éramos pequenos e não tem nada haver, eles agora parece que já nascem adultos
aproveita bem o colinho de todos
beijinhos

José Rasquinho disse...

Uma mistura que funcionou na perfeição.
O poema é lindo, e, quanto à máscara, eu também teria preferido o mapa, que sempre nos ajuda a sonhar...!
Bjinho.