quarta-feira, 24 de março de 2010

A NOSSA VENEZA:-)





A Veneza fica em Itália não é amigos?
É verdade, mas a esta Ria maravilhosa de Aveiro, também lhe chamam "Veneza" porque os seus canais atravessam toda a cidade de Aveiro, dividindo-a em duas freguesias, a da Vera-Cruz, onde resido e a da Glória, onde costumo ir ao Cinema no Forum (apesar dos locais serem muito próximos, quando atravesso as "Pontes" já estou na outra freguesia) é engraçado não é?:-)
E a Veneza serviu para o meu amigo Joaquim Sustelo um poeta que reside em Odivelas, mas é natural de Silves no Algarve, ontem à noite ter feito um poema de improviso quando por mero acaso teve acesso ao meu vídeo SEQUENCIA DE IMAGENS DO PDS NA RIA DE AVEIRO, com música de Michael Bublé, ele gostou e inspirou-o, não é uma maravilha? Fiquei tão feliz que nem imaginam!:-)
Hoje não resisti peguei na Sony antiga, que por sinal não se portou nada bem, parece que está "enferrujada" esta "safada":-) e apesar de estar uma ventania e o céu encoberto, fui até ao Cais dos Remadores Olímpicos fazer estes registos, espero que gostem especialmente da belíssima poesia do poeta Joaquim Sustelo.
Irão ter o prazer de ler mais poemas dele, porque pretendo adquirir todos os seus 14 livros já editados, mas com calma, porque os "euros" fazem falta para o resto.:-)

A NOSSA VENEZA

Um dia, lá bem longe, vi Veneza;
Embeveci minh'alma nos canais...
Talvez não volte a ela nunca mais
(Se bem que nunca haja uma certeza)

Porém pus-me a pensar: há uma "beleza"
Que tem dessa cidade os seus sinais
Os barcos moliceiros, seus arrais,
E essa é uma cidade portuguesa!

Bonita a qualquer hora... ao pôr do sol,
Lá quando brilha intenso o arrebol
A ria e seus canais... o moliceiro...

É a nossa "Veneza" deslumbrante!
Mais perto do que a outra... e bastante!
Vá vê-la! Vai gostar da nossa Aveiro!

Joaquim Sustelo

(a ser editado em CAMINHOS DA VIDA)


http://www.cecypoemas.com/biografia%20joaquim%20sustelo.htm



Mas nem tudo são "flores" meus amiguinhos, porque hoje ao atravessar a ponte pedonal circular, de que tanto gosto, deparei-me com estragos feitos recentemente na mesma. Tábuas da ponte partidas e os acrílicos de protecção lateral partidos. Possívelmente serão aqueles "simpáticos" que durante a noite frequentam estes locais, uma vez que a ponte pedonal dá acesso também a um parque de estacionamento.
Fiquei muito triste, acreditem, espero que a edilidade repare estes estragos a fim de evitar possíveis acidentes, especialmente com crianças que costumam andar de bicicleta na zona pedonal.

13 comentários:

João Menéres disse...

Não há remédio para os vândalos, pois não?
Terão consciência do que EFECTIVAMENTE estão a fazer?

Tudo o resto que nos apresentas é uma beleza.
Poesia e imagens.

Um beijo.

RETIRO do ÉDEN disse...

Amiga Ana,
Bem...nem sei qual a melhor foto!estão todas um verdadeiro espectáculo!
Quanto aos vandalos...faz falta uns bons puxões de orelhas!
Devíamos mobilizar toda a gente em reconstruir e limpar este país...começando pelos que estão a receber o salário mínimo e por vezes é sem o merecerem!
Desculpa, mas é verdade...os cafés estão cheios de gente...que não querem trabalhar! outros que querem não o conseguem e outros não têm saúde...está tudo trocado.
Garanto-te que haviam mulheres que se tomassem conta disto...daria melhor resultado! Nem que cada família de alguma posse, tomasse conta duma outra família, com menos...enfim havia tanta forma correcta de acabarmos com tudo isto que está mal! Obrigar, sim obrigar a certas pessoas a trabalharem, na limpeza e reconstrução do que é necessário...irmos de casa em casa e ensinar novas formas de fazer alimentação à família, mais correcta, saudável e menos dispendiosa, arrumos, gastos...tanto que se podia ensinar e fazer...enfim é melhor ficar por aqui.
A Engª.Mª.Lurdes Pintassilgo, só lá esteve 100dias e deveria ter estado mais algum tempo...talvez não tivessemos chegado a esta situação.
Sabes, que quando o Sr.PSLopes Presidente da Câmara de Lisboa, lá esteve,exigiu ter um determinado carro e que depois nem sequer o queria pagar? Mas os desgraçados têm de apertar o cinto...enquanto outros são de esquerda/meio/direita de "caviar".
Já nem posso ouvi-los...não há um único que se aproveite seja de que cor seja...são todos iguais.
Desculpa amiga...mas tenho muito receio pelos jovens deste país.
Bjs.sinceros
Mer

Agulheta disse...

Querida Ana. A tua cidade é muito bonita e já tenho dito,pelos teus olhos e fotografia,continuo a dizer o mesmo.Já alguns anos que não vou a Aveiro,passo ao lado ou na auto estrada,no outro dia vim de comboio para o Porto,ele para aí e ainda deu tempo para tirar duas fotos.Mas estou morta que o tempo começe aquecer para dar uns passeios.As fotos como sempre maravilhosas,quer dos barcos e ria,como das flores que aqui tens.A poesia,não conheco e obrigada pela partilha,sobre os que nada fazem e vivem da noite e da destruição de um bem que é de todos,deviam trabalhar ou fazer algo pela sociedade onde estão inseridos,e deixarem de estragar.
Beijinho e tudo de bom Lisa

Agulheta disse...

Olha Ana.Desculpa esta achega,estive a ler o comentário do amigo (a)Retiro do Éden,e digo de coração tem toda a razão...subescrevo por inteiro.
Beijo Lisa

lis disse...

Como é lindo o seu olhar ,Ana.
Lendo o texto veio a lembrança da minha cidade ,onde vivi a maior parte da minha vida ,onde construí a família que tenho hoje , é também entrecortada por duas cidades belas , só que pelo mar, na verdade é uma ilha e só pelas pontes se tem acesso.
Me inspirou pra falar no blog sobre Vitória, olha também que nome lindo!
A sua Aveiro inclina a mais romance por ser uma ria ( como fala voce, aqui chamamos rio quando é agua doce), os barcos usados podem ser mais artesanais,humaniza ainda mais que o mar que é todo gigante e remete a grandeza. O rio é mais calmo ,sem ondas turbulentas . Enfim ,temos maravilhas por todos os cantos desse planeta e porisso temos obrigação de sermos felizes!
Adorei , "roubei"algumas pro meu arquivo de preciosidades e prometo voltar logo que voce traga mais belezas .
O poema é lindíssimo , vou procurar ler mais aqui pela internet , porque quase nao encontro livros de autores portugueses, só mesmo os muito consagrados sabe os bambambans.Guardei o nome ,vou procurar mesmo assim.
Voce merece premios pelas fotos maravilhosas sempre dessa cidade encantadora , a nossa " Veneza "portuguesa.
muitos muitos abraços e beijinhos

tossan disse...

O importante é a sua excursão invejável. Você já deve ter reparado que este tema de fotografias é o que mais me fascina. Magníficas! O poema é soberbo! Beijo

Marco Reis disse...

Fotos sempre diferentes de lugares semelhantes! Assim é o verdadeiro artista!
Abraço

Céu Vieira disse...

É sempre uma maravilha ver as tuas fotos e os teus resumos! Só fiquei triste com o que essa gentinha noturna faz!!! Mas é assim... é o mundo sem regras que temos!!! Não podemos pensar muito nisso, senão ficamos tolinhas!!!.... Não há volta a dar-lhe!!!

Gostei muito dos pormenores dos barcos e dos refflexos. São um espectáculo as tuas fotos Ana Paula!! Parabéns linda. Um beijinho grande.

me, myself and I disse...

Olá, Ana.
Que linda que é a nossa Veneza, não é?!
Lanço aqui o desafio para dar um saltinho à Costa Nova. Também daria umas belas fotos, não?!

beijinho

FOTOS-SUSY disse...

OLA QUERIDA ANA, MAGNIFICAS FOTOS...SUBLIME POEMA...ADOREI...QUE TENHA UM FELIZ FIM DE SEMANA AMIGA!!!
BEIJOS COM TODO MEU CARINHO E AMIZADE,


SUSY

Laura disse...

Olá Paulinha querida, já vi que não és unhas de fome, nem te poupas na fotografia.
É lindo ver Aveiro mas ainda há muita casa a renovar quando aí fui d aprimeira vez, talvez há 21 anos, fiquei varada até a casa dos meus sobrinhos pertinho da Vista Alegre, tanta casa que já foi fidalga, tanta construção linda, mas, arruinada, fez mesmo pena, a vida é assim.
Na Ria de Aveiro aind anão passei, o manel era casa da familia e regresso plo mesmo caminho, enfim...mas esses barcos que msotras, podiam muito bem transportar turistas só dois, em romance e falta-lhes muito para essa vertente se considerar um bom negócio e logo, atrair mais turistas que ajudam á economia.
O português é receoso no investir, mas, quem sabe, lá chegaremos. Só conheço Veneza por fotos, claro que tenho um sonho de lá ir um dia.

A Poesia do teu amigo, linda, lindissima...
Beijinho ternurento da laura

Chris disse...

Gosto desta tua série de barcos, água, reflexos...
Pena que as pessoas não respeitem nada e não tenham escrúpulos, destruindo e vandalizando o que está feito.
Pior ainda, ninguém vê,não são punidos...
Enfim!
Beijinho e bom fim de semana, amiga!

Multiolhares disse...

como faz pena vermos algo destruído, deveria ser ao contrario todos tentarmos preservar a beleza, pois é bela a tua Veneza
beijitos