segunda-feira, 21 de junho de 2010

A VIDA DE DUAS MARGENS (FIM)


Oito da manhã do dia 16 de Maio, tinha adormecido sem fechar as persianas da janela. O Sol acordou-me!
Falei para os meus botões:
- E se fosses tirar umas fotos agora pela manhã?
- Bem pensado, é só lavar a cara (como os gatos) passar a escova no cabelo, vestir o fato de treino, calçar as sapatilhas... penso que em 5 minutos consigo.
- E conseguiste, bateste o "recorde do guiness" de quando ainda trabalhavas e adormecias pela manhã.
- Achas que se fosse trabalhar tinha esta "pedalada" toda?
- Claro que não, conheço-te melhor do que ninguém!
- Então vou abrir a porta sem fazer barulho para não acordar os "Príncipes".
- Como diz a tua mãe, tem cuidado rapariga, não caias por aí e atenção aos carros ao atravessares as ruas...:-)


Vou novamente deixar o poema que acho lindíssimo da minha amiguinha Cristina Fidalgo, para "avivar" a memória daqueles que já o leram, para ser lido por quem até comentou (mas bateu o recorde do "guiness" porque a pressa era muita, e não leu tudo), ou para outros que possam visitar o BE HAPPY pela primeira vez.:-)

E por falar em "VEZ" mais uma vez peço desculpa por ter andado ausente, mas já faltam apenas uns dias para terminar este "cargo" tão importante para o qual fui "nomeada" que me irá deixar muitas "mas muitas" saudades porque o mesmo destina(va)-se a fazer companhia à minha Princesinha mais nova, enquanto não se conseguiu arranjar uma ama para ela. Se tudo correr bem regressarei à Veneza no início de Julho, depois de lhe festejarmos UM ANINHO:-)

Ecos de um dia ao lado de um rio...

Há suspiros no leve espreguiçar das tuas ondas
e beijos-luz nos lábios do sol deitado em ti

Há no teu peito gargantilhas de conchas
tesouros que o mar deposita no teu leito
quando em abraços-maré te adentra
e no amor que faz contigo te deleita

Há no teu corpo líquido um brilho de sereia
canto-sorriso de lua encantada
quando no adormecer das tardes
acolhes no teu ventre o casario que se incendeia

E quando no renascer dos dias
te enfeitas do branco das velas já gastas pelos tempos
é ao vento que sorris e às gentes que relembras
a vertente de uma História recheada de momentos
em que foste mulher-estrada ou homem-leme

Hoje és talvez quase só beleza e ponto de encontro
mas manténs na pureza do teu brilho o encantamento
e a magia de quem tem no seu regaço o reflexo
e a vida de duas margens...


Cris (Ecos...





Este Senhor que estava a ver os peixes, pensou que eu os fotografava, mal sabia ele que ia aparecer o seu retrato reflectido na Ria. O espelho está tão perfeito que à primeira vista parece o próprio retrato e não o seu reflexo na água. Também quase não havia ondulação.














14 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Como fazias falta por aqui...com as tuas soberbas fotos e reportagens.
Bem...a foto do senhor! está giríssima, parece mesmo real.
Forte abraço
Mer

lis disse...

Oi Ana
Os reflexos dssa vez arrasaram , estão belíssimos, belíssimos! tão perfeitos que dá prá confundir !
nossa!! , tenho vontade de trazer todos pro meu blog rsrs dá uma canjinha e ensina o truque da perfeição!rrs
Que bom senti-la feliz!
deixo o meu abraço e parabéns a Portugal, acabo de ver o jogo que humilharam os coreanos com 7( disse 7) a 0 , que que é isso?
o Brasil que se cuide, os portugueses chegaram matando hem ?rsrs
ah a poesia é linda também , muito.
beijinhos Ana Paula
-- vou ficar por aqui mais um pouco olhando as fotos, nao me canso rsrs

Teresa Calcao disse...

Tu cada vez estas mais professional,miuda......ja nem sei que dizer mais....simplesmente fantastico!!!!!!!
Beijinhos

Carris de Pedra disse...

Ganda ranço! A água toda lisinha!
Vai uma aposta que até meteste uma cunha ao S. Pedro para agüentar a bruta ventaneira para tu poderes bater todas estas e.f.c.u.b.c.e.u.o.d.!
Voltarei aqui, agora estou com o tempo contado.
Beijinhão! :D

francys oliva disse...

Belas fotos.Portugal tem vários lugares maravilhosos, para fotografar.
beijitus

Agulheta disse...

Querida Ana. É sempre um prazer aos olhos quando aqui entro.As fotos são dignas de um bom fotografo,e tu nunca o foste penso eu?É mesmo uma paixão que estava escondida em ti.Poema muito bonito que deu para fazer um belo conjunto.Que tudo esteja bem contigo,tenho andado a fazer algumas férias repartidas,cheguei hoje pela manhã e saio novamente no fim de semana.
Beijinho de amizade e tudo de bom.
Lisa

João Menéres disse...

NO ninho, o grifo tem tido muito mau tempo, Paula!
Mas, agora, parece que a tempestade amainou...Vouter oportunidade de voltar às visitas e aos comentários.
VOLTAREI.

Jorge Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gonçalo Monteiro disse...

Olá amiga
Obrigado pelas visitas ao meu blog.
Agora já sei escrever...
Beijocas para ti.

Jose costa disse...

palavras?
para quê?
se as tuas imagens que captas falam por si lindo como sempre e como tu bem sabes fazer muitos parabéns.

Céu Vieira disse...

Ói Ana Paula!!!! Estás bem??? Assim espero!
Adorei ver as tuas fotos todas!!!! Estão excelentes, com aqueles reflexos lindíssimos!!! Também gostei muito do poema. Muito bonito, para completar o quadro.
Parabéns e tudo a correr bem amiga linda.
Bjiiiiinhos doces

poetaeusou . . . disse...

*
é preciso ter sensibilidade
artistica, para tornar a
beleza muito mais bela, como
tu fizeste á beleza da ria !
,
parabens,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

Céci disse...

Olá Guga!

Tu realmente és única a maneira como escreves, e retratas o que vês , faz com que me sinta nesses lugares tal e qual como tu, e eu adoro.

Bjinhos

Céci

ZezinhoMota disse...

Lindas imagens e então aquela do reflexo do Senhor na àgua realmente está perfeita.

Ana, enfim concretizei um dos meus grandes sonhos!

A publicação do meu primeiro livro de poesias...

Foi cá uma sensação tão bonita e retemperadora...

Se estiveres interessada em comprá-lo podes vê-lo no www.euedito.com e logo encontras a Livraria e o meu livro "A Natureza e o meu Poema" está na página 6...

Feliz domingo.

Bjnhs do ZezinhoMota