domingo, 14 de dezembro de 2008

Pinheirinho, pinheirinho...


Pinheirinho
Pinheirinho, Pinheirinho
De ramos verdinhos
P'ra enfeitar, p'ra enfeitar
Bolas, bonequinhos
Uma bola aqui
Uma acolá
Estrelinhas que luzem
Que lindo que está
Olha o Pai Natal
De barbas branquinhas
Trás o saco cheio de lindas prendinhas.


Esta canção de Natal era cantada pela minha filha quando andava no Infantário. Neste mês de Dezembro de 2008, já ouvi o meu neto de dois anos e meio, a cantá-la também. :-)). O tempo voa!
»»»»»»»»»»««««««««««

Era véspera do Natal.
Não lhe deixavam luz; mas que importava? Às escuras armaria o Presépio. E logo principiou. Enrolou o moinho, pôs-lhe as velas; esticou o papel azul que fingia o céu e pregou nele com um alfinete a meia Lua; espalhou o vidro moído, num S á volta das palhas; dispôs as figurinhas, suspendeu os anjos.

Deram onze e três quartos.
Ajoelhou.
Batia-lhe o coração, parecia-lhe que deviam ser milagrosas as figurinhas, que delas lhe viria algum bem, consolação da sua vida triste.

Meia noite!
Acendeu os fósforos e ficou embevecido!
Nunca assim vira coisa tão perfeita. Os anjos voavam deveras, os cavalos dos reis galopavam, o rio corria, as velas giravam no moinho e os pontinhos do Menino Jesus sorriam-lhe no rosto, a S. José e a Nossa Senhora!

Pôs-se a cantar, como lá na aldeia:

Andava nessas campinas,
Esta noite, um querubim!


(in Antologia de Histórias Portuguesas de Natal, por Vasco Graça Moura)

8 comentários:

Espaço do João disse...

Só assim é que vamos vendo os anos passarem.
Os netos normalmente ditam a nossa idade. Infelizmente só tenho um, gostava de ter mais um ou uma. Um beijo , muitos netinhos.João

Nuno de Sousa disse...

Que bela história aqui nos trazes da tua filhota que passou agora para o teu netinho onde canta esta canção, e sei que és uma avó babada mas linda por seres como és, que além de tudo és uma pessoa fantástica e amiga.
Bjs grandes e boas festas,
Nuno

Liar disse...

Ola minha kida Guga,

Não te tenho visto, e já tinha sentido a tua falta.

Adorei a história, e a canção que conheci logo, pk a minha fulha tb cantava, alias foi a primeira cantiga de Natal ((*_*)).

Bjinhos pa ti e para a luz do teu dia, que é o teu netinho.

Céci

Helena Paixão disse...

Quem não se lembra desta canção? É interessante como passa de geração em geração sem nunca perder a sua magia.

Gostei muito da foto escolhida para a ilustrar.

Boas Festas!

antónio prates disse...

Como sempre é um prazer trilhar todos os atalhos deste espaço cultural e é uma benesse desfrutar deste Solar sempre em festa... e como a Natal já nos bate à porta, aproveito para desejar a todos quanto se deliciam neste espaço de cultivo, um Natal repleto daqueles sorrisos que dispensam palavras e que exultam a saúde interior que há em nós!

Sejam felizes que eu tento ser feliz!

LMI disse...

Linda foto e história!
Amiga desejo-te um FELIZ NATAL e BOM ANO:
Beijinhos.
Luís Inês

lobices disse...

...Feliz Natal

carol disse...

Bom ano 2009 querida amiga Paula, bom ano para ti e todos os que te são queridos.

Muita saúde, paz carinhos, o resto vem por arrasto...

beijinhos