quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

DIA MUNDIAL DA PAZ



A minha mãe (foto do meu sobrinho Diogo Lourenço)

Neste dia internacional da paz e como o símbolo é uma POMBA BRANCA, (sexo feminino), fica aqui um poema de uma mulher com um M maiúsculo chamada Cecília e dedico-o à minha MÃE.

Isto agora é para a Céci/Liar:
“Garota linda, pega no computador, faz uma compilação de tudo o que escreves e manda para uma editora, podes pedir o apoio ao pelouro da cultura da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia - R. General Torres, 1220-3.º 4400-164 VILA NOVA DE GAIA , lol”

SER MULHER...

Ser Mulher é ser mãe,
É estar em mil lugares ao mesmo tempo,
E desempenhar mil papéis de uma só vez...
Ser mulher é ser amiga,
É dar ombro para chorarem, ouvir desabafos,
É sorrir quando tem vontade de chorar...
Ser mulher é ser amor,
É saber quando chegou o fim, e esperar,
Por um recomeço...
Ser mulher é ser música,
É ouvir Diana Croll e pensar em dançar...
Ser mulher é ser coração,
É sofrer a dor dos outros como se fosse sua...
Ser mulher é ser a Lua e o Sol,
É ser fria e quente, é ser Noite e Dia...
Ser mulher é ser criança,
É precisar de protecção, num dia de temporal...
Ser mulher é ser Princesa e Rainha
É ser especial toda a vida
Ser Mulher é....
Ser uma só Força!
Liar

O Diogo Lourenço é um artista com um pincel e uma tela.

Isto agora é para ele que é o meu sobrinho mais novo:

Oh puto vamos lá a pintar umas "cenas", e a fazer exposições, como a que fizeste em Ílhavo.

Jinhos bué de gandes da titi kota

15 comentários:

Anónimo disse...

Olá Ana!
É tudo belo e há paz!
Beijito,
Luísa

Anónimo disse...

neste dia internacional da paz e do meu aniversario, dedico tambem este poema á minha mae Adelia por me ter dado tanto amor e aproveito para deixar aqui um beijinho muito especial para a minha amiga Ana.
Isabel

O Repórter Alentejano disse...

First Day Of My Life

by Guy Chembers/ Enrique Iglesias

So I found a reason to stay alive
Try a little harder, see the other side
Talking to myself
Too many sleepless nights
Trying to find a meaning to this stupid life
I don’t want your sympathy
Sometimes I don’t know who to be

Hey, what you´re looking for?
No one has the answer
They just want more
Hey, who’s gonna make it right?
This could be the first
Day of my life

So I found a reason
To let it go
Tell you that I’m smiling
But I still need to grow
Will I find salvation in the arms of love?
Will it stop me searching?
Will it be enough ?

I don’t want your sympathy
Sometimes I don’t know who to be

Hey, what you looking for?
No one has the answer but you just want more
Hey, who’s gonna make it right?
This could be the first day of my life

The first time to really feel alive
The first time to break the chain
The first time to walk away from pain

Hey, what you´re looking for?
No one has the answer we just want more
Hey, who’s gonna make it right?
This could be the first day of your life
Hey, what you´re looking for?
No one has the answer, they just want more

Hey who’s gonna shine alight?
This could be the first day of my life

==========

Epá! De repente fiquei a gostar desta letra!
Olha, tens a honra de levar com o meu primeiro comentário do ano, num ano em que espero retomar em força a actividade fotobloguística para a qual tu foste e continuas a ser um impulso determinante.
"Dia Mundial da Paz", marcado infelizmente e mais uma vez por conflitos oriundos na fome de poder e dinheiro que certas espécies de mutantes parecem apostadas em ter cada vez mais...
... Mas como "ano novo, vida nova", vamos (once again) esperar que um dia se faça paz e que este ano seja melhor que o anterior; pelo menos mais rico é, já que o iniciámos com mais uma série de amizades descobertas! :-D
This could be the first day of my life - sim, pode ser o primeiro dia da tua vida. Sinceramente, tenho cá um "feeling" que sim, quanto mais não seja pela sensação de "missão cumprida" que neste momento transporto comigo e que compensa largamente todos os dissabores que sofri no ano transacto.
Um grande ano para ti, e que os 364 dias que dele sobram sejam também o dia mundial da paz, já agora também com muita saúde, amor e carinho.
O Repórter Alentejano.
(Gosto de fotografar o que acontece, não o que é preparado para acontecer)

Paula disse...

Um poema muito bonito que dedicaste à tua querida mãe, adorei! Dizes que o teu sobrinho pinta? Porque não faz um retrato da avó? Convence-o. Um beijinho para todos.

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Também lhe desejo um óptimo
ANO de 2009.

E obrigado pelas palavras deixadas no meu blog.

Bem haja.

Liar disse...

Olá kida Guga,

Tu além de uns olhos lindos, tens um coração enorme, mas eu não sou poeta, eu brinco comas palavras, qualquer poeta se sentiria ofendíssimo se lesse este teu amoroso comentário.

Eu escrevo o que sinto na altura, e devo-te muito em o fazer em publico, porque me das muita força e apoio. Os teus comentários sensibilizam-me,fico como barata tonta (eu já sou tonta,mas fico mais, rs)

Obrigada por todo o teu carinho, e por teres aparecido no meu caminho.

E neste dia Mundial da Paz
"A paz é a única forma de nos sentirmos realmente humanos."
Albert Einstein

E Tu és uma pessoa de PAZ.
Bem hajas
Céci

Liar disse...

Esqueci...

Na minha pagina tens um poema que te vou dedicar "O Arco-Íris"

((*_*))
Céci

JOSÉ FARIA disse...

Amiga Ana.
Desta janela vejo o mundo,
Que me ensina a ser e a não ser;
O que sou à tona e lá no fundo,
Nas formas de existir e de viver.

Um 2009 com muita saúde e felicidade.

Teresa Calcao disse...

Amiguita linda,
Um poema muito lindo e que diz tanto sobre nos MULHERES.....uma dedicacao honrosa a tua MAE que bem o merece...
Paz no teu coracao lindo hoje e sempre....Feliz Ano Novo!
Beijinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Ana, adorei o teu comentário, eu não sou muito diferente de ti, também me emociono com facilidade Amiga!...
Um grande Abraço de carinho e muita ternura,
Fernandinha

LMI disse...

Obrigado amiga Ana,desejo-te as maiores felicidades neste ano que agora começou,este poema é muito lindo e tem uma fantástica dedicatória.
Um beijinho

Agulheta disse...

Entrei por acaso e gostei do primeiro tema do ano PAZ,que tanta falta faz no ser humano do dia a dia!
Abraço de amizade Lisa

Marco Reis disse...

Olá Ana!
Aproveito para agradecer os comentários deixados no meu blog. Confesso que me deixaram muito lisonjeado :)
Espero que continues a acompanhá-lo, na medida do possível!
Em relação a esta foto, como sou dado a tratamento digital, acho que lhe realçaria um pouco mais o contraste e reduziria a luminosidade, de forma a dar mais forma às rugas (talvez a senhora do retrato não fosse gostar disso, mas artísticamente acho que ficava melhor).
Fica bem, com muita saúde.
Marco

PS:como não tens os "seguidores" visíveis, optei por adicionar o endereço manualmente, para saber sempre quando acrescentas algo ao teu espaço!

JOSÉ FARIA disse...

olá Ana, obrigado pelo teu comentário no Zémaiato que me tocou bem fundo.
Vivi esse tempo da PIDE.
Por essa razão vou já transcrever no meu Blog o Poema do Zé que me deixaste com a tua história.
Espero que não te importes.
Pois devemos continuar a a dizer que:

O problema, ou problemas, que geram as guerras, é um problema que diz respeito a todos os povos; Porque o Planeta e o ar que todos respiramos é o mesmo!
Só a Paz e a Solidariedade humana semeia a riqueza repartida e o equilíbrio do progresso social global!
Abraço de amizade
José Faria

Chris disse...

Uma belissima imagem, um lindo poema e uma mãe cheia de sentimento.
Beijinho ANa