sábado, 21 de fevereiro de 2009

SAL - MARNOTOS



Palavras Pintadas de Sal
Dos meus pés nascem as gretas acariciadas pelo sabor do sal das lágrimas que brotam da terra. Gemem baixinho no constante sulcar dos trilhos desse castelo branco que construo ao ritmo do correr das horas e da baixa das marés da minha alma...
Das minhas mãos cresce o cajado com que me agarro às águas decoradas de palmeiras e de reflexos de nuvens às quais dou o nome de amigas, porque a elas conto os degraus da minha vida sempre plana e sempre igual...
Dos meus lábios jorra a solidão de um hálito acre que seco nos pelos dos braços... e é lá, nos meus braços, que enterro as palavras de amor que um dia li num livro, cheio de desenhos que tive que inventar, e que gostaria de te dizer nas horas em que me deito ao teu lado e me cheiras a sabonete cor-de-rosa... Serias capaz de me ouvir sem me perguntares se o sal me fizera delirar? Serias capaz de acreditar que as arestas do meu coração têm menos sal que a minha vida?...
Dos meus olhos saem sonhos que crescem para além da imensidão quadriculada dos meus dias... sonhos brancos, porque o branco se instalou nas minhas íris, mas maiores que os desejos que me ensinaram a acreditar e maiores ainda que o alcance destes braços que empresto aos quadros que os pintores e os poetas me vêm roubar como se me entendessem e quisessem louvar...
Mas sabes... nunca pintor ou poeta algum conseguiu desenhar o abraço que gostava de te dar. Nem tu alguma vez sonhaste que eu, o teu marnoto, soubesse mais do que lidar com varrer das águas que nos chegam dos lados do mar...
Mas eu juro-te que eu também sei amar!
Cris (Paisagens que não sei pintar)

Texto de uma amiga (Cristina Fidalgo)

13 comentários:

Agulheta disse...

Querida amiga! Lindo o texto aqui publicado,fala de tanyas coisas entre as quais pessoas,as fotos lindas do sal,de algum que um dia ficou na pel! e no pensamento.
Beijinho bfs e tudo de bom para ti.

Lisa

poetaeusou . . . disse...

*
conserva-me
sal sagrado
derrama em mim a eternidade,
dança sal amor
em honra do deus mar
de quem és nascido
baila nas asas do vento
entre as rajadas que te solidificam
há se pudesse com o meu pranto
salgar os lábios da minha amada
que feliz marnoto, me sentiria
,
parabens para a tua amiga Cris,
um mar de jinos, para vós,
,
*

Multiolhares disse...

por vezes um abraço bem sentido faz mais que muitos outros carinhos
beijos ás duas

Nuno de Sousa disse...

Belas imagens amiga Ana e que belo o texto da Cristina bem escrito e um post cheio de beleza.
Bjs em ti amiga e que tenhas um bom dia de Carnaval.
Nuno de Sousa

FERNANDA-ASTROFLAX disse...

QUERIDA ANA, BELÍSSIMO TEXTO AMIGA... FIQUEI SEM PALAVRAS, AS FOTOS TAMBÉM LINDAS... BEIJINHOS PARA TI E A TUA AMIGA,
FERNANDINHA

Helena Paixão disse...

Maravilhosa postagem!
Perfeita a simbiose de imagens e texto. Parabéns Ana, pelas duas belas fotos, e parabéns à amiga Cristina Saraiva pelo texto tão bem escrito.

Bjinhos e tem um óptimo Domingo.

Ana disse...

Deixo aqui uma ressalva o texto é de Cristina Fidalgo e não Saraiva como inicialmente escrevi. Nessa altura (27 de Maio de 2007) eu e a Cristina fazíamos parte de um Clã no Netlog, e foi de lá que extraí, o texto.
Um beijinho muito grande para a Cristina Fidalgo e as minhas sinceras desculpas.

tossan disse...

Uma bela narrativa poética da sua amiga com fotos com vida branca e sublimes! Beijos

O Profeta disse...

O meu pensamento é gaivota
Entre as tempestades e as pedras negras
Meço o tempo pela chegada da Lua
Sou homem nu a que um deus dita regras

Boa semana


Bom carnaval


Doce beijo

Agulheta disse...

Ana! Em vôo de gaivota sobrevoando o sal do teu mar? venho deixar um beijinho e bom carnaval.

Lisa

Teresa Calcao disse...

Ola Amiguita,
A ultima vez que passei aqui no teu cantinho,nao consegui deixar comentario.......mas hoje aqui te deixo o meu grande apreco pela escolha tao nobre de um texto tao profundo para nos especialmente que vivemos na regiao de Aveiro...adorei!!!!E claro as fotos....5 estrelas.....como e obvio!
Beijinho doce

O Repórter Alentejano disse...

Andaste na Troncalhada...
... Um beijinho salgado ;-P
O Repórter Alentejano.

Sal Troccoli disse...

Bom dia, eu parei para dizer Olá bem como deixar meus parabéns para o seu blog que é muito interessante para o povo do mundo.
Mais uma vez você tem o meu abraços e um feliz dia