sábado, 13 de junho de 2009

Capítulo 3º. E LÁ CHEGAMOS AO DESTINO DESEJADO:-)












Capítulo 3º. E lá chegamos ao destino desejado:-)

Lá seguimos debaixo de uma tempestade, e para onde perguntam vocês?
Para casa não, disse eu, nem que almocemos aqui dentro do veículo, até porque não precisamos de mesa nem pratos nem de muitos talheres.
- Tem calma que o tempo vai abrir, e ainda vamos comer aí num parque também natural, que ajardinaram agora com imensas flores, sei que não conheces e vais adorar!
Toca o telemóvel era a minha amiguita Sardanisca para saber se estava tudo bem comigo e aí vem as perguntas do costume?
- Estás em casa? Onde andas? Que andas a fazer?
- Muito longe, respondi e entretanto foram surgindo outros assuntos e acabei por não contar porque era "segredo" e como diz o meu neto, "os segredos não são para se dizerem".:-)
Agora vai ficando a saber ao ler estes capítulos e vai lembrar-se da nossa conversa, tenho a certeza.:-)
De repente dou comigo no fim do Distrito de Aveiro:
- Mas onde estamos?
- Neste momento perto da terra onde vive a tua filha.
- O quê? E vamos aonde? Fazer o quê? Comer aonde? Tenho que admitir que isto é mesmo uma aventura!
- Estamos perto da cidade do Porto, vamos passar a ponte do Freixo e seguimos para o Norte, tenho um serviço urgente para resolver antes do almoço, não ouviste o telemóvel quando estávamos em Sever do Vouga?
- Não acredito, mas vamos voltar para o sítio onde tínhamos planeado ir fotografar, não vamos?
Admito que adorei comer neste parque maravilhoso em Lordelo, localidade que se situa antes de Paços de Ferreira (e lá ia “clicando” com a minha antiga Sony ou com a nova, não fosse a carga ou a memória falharem para o meu objectivo principal:-)) tal era a beleza da paisagem natural onde até encontrei um pescador, e canteiros maravilhosos feitos na encosta do parque, com lindas flores de várias cores, junto a uma escadaria enorme, e que adicionei acima:







Quando o Sol se escondeu ficou escurito, mas lindo na mesma:-(




E finalmente chegamos ao tal objectivo tão desejado, ainda não eram três e meia da tarde, já no Distrito de Aveiro, no concelho de Arouca a linda SERRA DA FREITA, ficam só estas imagens para verem que não vos “endromino”:-):




(Continua...)
Ana


Próximo Capítulo:
Será que o tempo vai ajudar?:-)

12 comentários:

Colibri disse...

Cara amiga,

Adorei a história e as fotos...

As flores são uma obra de arte de Deus... Quanta graciosidade...

Obrigado pelos teus comentários tão calorosos...

Todos nós temos a missão de falar de Deus aos outros, pois é feio ignorar a quem nos deu vida... Não achas?

Eu limito-me a tentar fazer isso, embora saiba que algo mal, mas estou tentando, não por qualquer tipo de fanatismo, mas simplesmente por amor a Jesus.

Depois que Ele mudou a minha vida e me salvou da morte, eu que era muito incrédulo, rendi-me totalmente. Hoje, apenas procuro partilhar um pouco com os outros a graça que recebi. Se eu recebi uma tal benção, não tenho o direito de a guardar só para mim, poi ela veio para todos.

Beijinhos

Colibri
--
Se você suporta emoções fortes, ouça o testemunho de vida deste homem que, no passado, cometeu todo o tipo de crimes e barbaridades e, hoje, é um ungido de Deus, devido à sua extraordinária transformação por Jesus Cristo. Segure-se bem e ouça... Depois não diga que não avisei…

Testemunho fortísssimo do Ex-Bruxo Tio Chico...

tossan disse...

Gostei da continuação! A série de fotos é fantásticas e os recantos também. Beijo e fique com Ele

Anónimo disse...

amiga Ana Paula, que direi cada vez mais lindas, estou sem palavras para descrever tanta beleza junta, mas estou curioso para ver o que se segue, mas sei que vai ser muito boas as tuas imagens, e comentas na perfeição, descreves cada recanto cada momento que vives pelas tuas viagens e aventuras fotograficas, continua amiga gosto de ti por seres assim, bem fico aguardar, novas fotos não demores muito a colocar mais não sejas como eu hahahaha.beijos e as melhoras

Agulheta disse...

Querida amiga. Fico encantada com as tuas reportagens fotograficas,sítios lindos e maravilhosos,onde a natureza se completa aos olhos de quem a visita,o rio despertou a vontade de pescar,que bom sítio?És uma querida,simples e boa.
Beijinhos mim e tudo de bom Lisa

ps:vou enviar mail?

Chris disse...

Um autêntico "diário de bordo" com belissimas fotos.
São, de facto, momentos para recordar para sempre,pois as paisagens de locais calmos e bonitos ficam na nossa mente e as amizades no nosso coração.
Bejinhos gordos, amiga Ana

Conceição Duarte disse...

Aninha que maravilha área EOCOLóGica Conselho de Arouca, muito, muito lindo, demais!

Um beijo e parabéns pelas fotos e por dividir conosco sua experiência maravilhosa

Obrigada também pela passagem no meu blog...

Adorei a oração de Santo Antônio, nosso querido protetor.

bj, CON

Marco Reis disse...

E que bonitas fotografias!!!

Céu Vieira disse...

Olá Ana Paula, boa noite
Tu é fantástica!!!! Ainda dizes que eu é que sou artista!... Olha quem fala!... As tuas fotos são maravilhosas! Parabéns querida!
Clica muito, diverte-te...é que esta coisa da fotomania é giro!...
eheheheh, só agora descobri, mas já estou apanhadinha da silva!...
Obrigada pelas tuas visitas e sempre amorosos comentários no meu blog.
Beijinhos meu bem, desejo-te uma vida cheia de paz e bençãos de Deus.
Boa semana
Beijão

cycle disse...

Desculpa a pergunta, mas será hoje o dia das flores?... Não é que não goste e aprecie, mas os amigos que por acaso tenho hoje visitado mostram as inumeras flores que têm encontrado pelo caminho, e as tuas são lindas de verdade.

Pode passar lá pelo meu canto e comentar. Pode parecer que sim, mas não mordo.

Abraço

Gata Verde disse...

Que jardim magnifico!
Belas imagens...parabéns!!

beijinhos

luismiguelines disse...

Uma bela reportagem digna de uma grande jornalista, isto tudo para te agradecer os teus comentários e visitas no meu espaço aqui as tuas fotos estão lindas.tenho estado um pouco mais ausente devido ao nascimento do meu netinho.Beijinhos amiga

Espaço do João disse...

Querida amiga.
Com tanta beleza, mais comentários para quê. Um fraterno abraço João