quinta-feira, 19 de março de 2009

A SEGUIR AO ADORMECER


Esta foto foi tirada por mim, no fim de um dia de trabalho, na minha cidade, antes do SOL adormecer e a LUA aparecer no firmamento.


Neste meu modesto espaço vou deixando as palavras escritas pela minha amiga Cristina, como só ela sabe sentir, e escrever, desta forma tão bela!

Também deixo uma imagem da Lua do nosso amigo comum Ricky Silva, que adora fotografia e me tem incentivado a gostar desta arte fantástica!


http://olhares.aeiou.pt/foto248473.html



"POR EXTENSO" de Cristina Fidalgo:


Os meus dedos já não encontram as palavras e as mágoas divorciam-se dos segredos que as faziam sentir-se nuas.
Há mares no horizonte das minhas mãos e gritos loucos nos cantos mais recônditos da minha pele.
Preciso-te tanto que me desamarro deste corpo para poder renascer em asas brancas. É assim, amor, que levanto os pés da terra e desacredito o chão de mim mesma. Ascendo, então, aos céus e plano, em comunhão com os meus sentidos, por sobre os teus sonhos, enquanto emito o som divino dos coros celestiais do amor-céu-pequenino...
Não sou mais lábios, braços ou destino. Sou antes o reflexo dos sonhos, dos sussurros e dos gritos que derramas em mim... peregrino, caminhante, cavaleiro, amigo e amante!
Não mais me pertenço e me abrigo no jorrar intenso das lágrimas quando desertificas, de ti, o meu peito. Antes me sei tempestade, brisa, corrente ou simples partícula viva - pedaço de lava escaldante que somente em ti se atiça e no ar se consome!
Encontrasse eu as palavras e, com elas, te cantaria, desacorrentada de regras, desnuda de âncoras e vestes, mas plena de fantasias!...
Ahhh... encontrasse eu as palavras para te falar de um sonho que me traz de volta à terra... em direcção aos teus braços!...
Cris ( Sussurros fora do tempo)

(Março de 1999)

10 comentários:

José Rasquinho disse...

A Cristina continua a escrever palavras tão belas, que até a lua aparece pequenina e envergonhada!
Mais um belo momento para relaxar e limpar todo o stress de um dia de trabalho!
Bjinho.
ps: o noos almoço correu bem. Gostei de rever o nosso amigo João, que j+a não via há tanto tempo.

O Profeta disse...

O silêncio da solidão mora em meus olhos
Revela-se na tristeza, retém a palavra amarga
Tem a nudez de um aguaceiro de Maio
Uma garganta presa em grades que a voz embarga

Hoje a Ilha acordou presa ao silêncio
Os pássaros voaram no chão de barro frio
Esqueceram-se de subir ao azul
Lavaram as penas nas águas de um rio


Convido-te a descansar a alma nas minhas pedras de Ouro


Mágico beijo

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ANA, A CRISTINA ESCREVE MARAVILHOSAMENTE... A TUA FOTO E A DO TEU AMIGO ESTÃO SIMPLESMENTE MAGNÍFICAS... ADOREI AMIGA DO MEU CORAÇÃO...
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Agulheta disse...

Querida amiga!Muito belas as palavras que mexem com quem as lê,tem realmente a palavra da escrita a tua amiga.As fotos a lua com seus encantos a tua Cidade,e este recanto conheço de outrora.
Amiga beijinho no teu coração da Lisa

poetaeusou . . . disse...

*
bela foto ana,
sem cortes e com nivel,
quanto ao texto da cris,
já me habituei ao seu fluir,
que me prende e me obriga
a ler e reler . . .
,
parabens ás duas,
,
um mar de conchinhas
para as duas
e
um muito obrigado pela partilha,
,
*

Rui Caetano disse...

Bonito e a imagem é enternecedora.

Kafia disse...

Adorei a foto... os reflexos são lindos :)

Marco Reis disse...

Uma foto de muita qualidade!!!!!!!!
Os momentos certos ditam os melhores olhares sobre aquilo que nos rodeia... apenas temos de estar atentos!!!
Cumps

Chris disse...

Olha Ana, tens aqui duas belissimas fotos.
Atua cidade é muito bonita, eu gosto, e conseguiste fazer um bom aproveitamento da luz e do reflexo.
O poema da t amiga também é muito bonito!
Bjs.
PS: Posso guardar um livro para ti e enviar pelo correio.
É só dizeres..
Bom fds!

Colibri disse...

Cara Ana,

Lindíssimas fotos e belíssimas palavras, cheias de emoção e intensidade.

Beijinhos

Colibri
--
Vem descobrir os Testemunhos de Glória…