quarta-feira, 11 de março de 2009

SUSURROS FORA DO TEMPO...



Hoje, depois do almoço, apeteceu-me olhar o local encantador onde se situa a empresa onde trabalho, e que dentro de pouco tempo, talvez um ou dois meses, me afastarei profissionalmente. É evidente que vou voltar muitas vezes para visitar aqueles com quem convivi ao longo das últimas décadas e também deliciar-me com este sítio “mágico”, que me vai deixar muitas saudades e marcas “no mais profundo da minha alma”.
Estava sozinha quando fiz estes três registos fotográficos e absorvida a observar as modificações feitas e que tornaram este espaço ainda mais atractivo, quando fui despertada, com a chegada de duas amigas, que me estimularam a acompanhá-las num passeio pelo jardim. Lá fomos as três, observando as plantas que começam a crescer e a florir, já que a Primavera está a chegar…


Deixo mais um belo texto da Cristina Fidalgo:

Do mais profundo da minha alma...

Pois não sabes tu que, no descuido do prolongar da cútis, se deixam os olhares adormecer no profundo dos sentidos e na permanência das bocas ensalivadas, como se em romarias de sonhos ascendessem aos céus?
E não sabes como sabem a canteiros de madressilva os abraços liquidificados na profusão de aromas divinos e celestiais?
E acaso olvidas a ternura espasmódica dos ventres escorregadios das manhãs esquecidas na neblina emanada dos corpos cansados da mágica fusão e da permanência dos sucos celestes?
A urgência dos abraços imana da terra e perde-se na procura de beijos que jorram da alma completando assim os espaços rasgados em ferida e aquietando a espera... E a imperfeição dos tempos perde-se na completa ausência de espaços enquanto germinam os sentidos mais pungentes num magnífico regresso do mais profundo das nossas almas.
Tu sabes que podem os teus passos levar-te ao mais permanente dos longes e ao último dos oceanos, mas será sempre a alvura das tuas asas o último manto que vestirei... E o cruzar dos trilhos prolongar-se-á pela eternidade até que o voar dos anjos se surpreenda na troca de um olhar profundo e se fundam num só...
Caminharei sempre até ti!...

Cris (Sussurros fora do tempo)

16 comentários:

Kafia disse...

Certamente um lindo dia esse!
Céu lindo! Que inveja :)

Lindas fotos nita! :)

Quando faz anos?

Kafia disse...

Obrigado Nita:)

Fiquei a saber mt de si na sua ultima mensagem! :)

Vou dar-me então a conhecer. Sou a Sofia para os amigos, tenho 18 anos, orgulhosamente sagitário, nasci a 4 de dezembro de 1990. Tenho apenas uma irmã, Joana de 14 anos. Vivo com meus pais João e Isabel. São pessoas muito simpaticas... Espero q um dia também possa a vir dar netos a meus pais... quem sabe ;)

Jacqueline ҉ disse...

Olá Ana,
pois que é verdade, tenho galaria no Olhares e conheço o José de um encontro que se realizou ai em Aveiro, organizado pelo próprio.
um beijo grand para ti
Paula Mota

Gata Verde disse...

Que dia maravilhoso!!
Fotos a condizer...
;)

tossan disse...

Linda narrativa de Cris!
Sabe Ana o meu sonho é conhecer essa terra dos meus avós. Tenho certeza que vou adorar, fotografar tão bem como você e quem sabe eu atraque no teu cais. Bj

José Rasquinho disse...

Pois é, isto tem um cheirinho de nostalgia e de saudade antecipada!!!
Ao ver as fotos, e ao lêr o texto lembrei-me de algumas estadias mais demoradas que tive em Ponta Delgada, em que saía de máquina pendurada para bater umas chapas. Normalmente perguntavam-me: "mas o que vais fotografar?". A resposta era sempre: "não sei! mas depois de andar pela rua há sepre coisas para fotgrafar!".
É o que se passa contigo! Há sempre um novo olhar a descobrir!!!
Bjinhos!

O Profeta disse...

És um encanto...


Doce beijo

Vanda Maio disse...

Um dia para recordar :)

Bonitas fotos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ANA, BELOS TEXTOS QUE AQUI ESTÃO PARA NOS DELICIAR... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO, TERNURA E AMIZADE,
FERNANDINHA

Agulheta disse...

Querida amiga!Muito fiquei a saber' E digo que eu acredito que temos aquele toque de um dia dizer,vou entrar e comentar,foi isso que fiz e estou feliz pela pessoa que és,depois desse mês que dizes não vai faltar coisas para fazer que até ali não tiveste tempo!olha amiga o dinheiro não é tudo na vida,temos coisas que nada compra,profissionalmente já me afastei embora um pouco nova penso,mas não me arrependi,continuo a fazer o meu Voluntariado a aminha paixão,e tenho tempo para outras coisas.
Gostaria de um dia falar contigo se calhar por maill.Adorei as fotos e aveiro é uma linda cidade,e tenho uma recordação de criança em aveiro,muito linda e não mais esquecerei.
Beijinho da tua amiga

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Multiolhares disse...

sussuros lindos como o que deixas-te nunca são fora de tempo
beijos

Marco Reis disse...

Parabéns Ana pelo excelente trabalho documental que estás a fazer sobre essa bela terra de Aveiro!
Cumps

joao disse...

Olá Ana!

Vais ter cá umas saudades!

Depois falamos, lol.

Beijinho

Ana disse...

Senhor Cte. "João" lá porque também vai para férias definitivas, mas possívelmente mais cedo, porque andou a "meter cunhas???", está para aí a gozar comigo.
Claro que vou ter muitas saudades deste espaço fantástico e dos nossos colegas.
Vamos falar é evidente que sim, mas será para "matarmos" saudades.
Desejo-lhe muita saúde para desfrutar dessas férias tão desejadas!
Beijinhos

Teresa Calcao disse...

Ola amiguita,
So agora me foi possivel passar por aqui.....e acho que vou ficar por um bocado a descansar das fadigas da jornada e a recordar os tempos maravilhosos vividos nesses locais....pois recordar e viver!!!!!
Beijinhos doces e saudosos