domingo, 24 de julho de 2011

Sou a Ria de Aveiro, o Sal do Mundo



O grande poeta ARY DOS SANTOS escreveu sobre a Ria de Aveiro, neste maravilhoso poema:

Morro de Amor pelas águas da Ria
Esta espuma de dor, eu não sabia
sou moliceiro do teu lodo fecundo
Sou a Ria de Aveiro, o Sal do mundo
Vara comprida, tamanho da vida
Braço de mar, a lavrar, a lavrar…
Morro de Amor nesta rede que teço
e é no Sal do Suor que eu aconteço.
Para além da Salina, o horizonte me ensina
que há muito Mar, para lavrar, para lavrar…


José Carlos Ary dos Santos







Também fiz questão de levar o carro de mão até este monte de sal e não é fácil, acreditem.



Dois jovens simpáticos que trabalhavam e também se bronzeavam:-)



Estive hoje nesta marinha de sal e convivi com alguns trabalhadores que também trabalham ao Domingo, porque não querem deixar "morrer" as salinas de Aveiro.


Acho que não necessita de legenda:-)

8 comentários:

Lis disse...

Oi Ana
Fico encantada com esse sal assim tão branquinho e tão circular parece um cilindro!
Um material frágil no sentido que qualquer chuva leva-o todo nao é?
Há de se trabalhar a dias seguidos mesmo rs
lindas as fotos Ana
e o poema de Ary dos Santos ( que já conheço e leio) é uma verdadeira declaraçao de amor a Aveiro -essa Veneza nossa rs
muitos abraços , saudades , paz e amor pra minha linda e amável portuguesinha
com afeto

Luís Miguel Inês disse...

Grande reportagem fotográfica com muitas fotografias bonitas, é sempre com prazer que vejo fotos lindas.Bjs

Hélio Manuel Coelho Matias disse...

Imagens espectaculares de oportunidade e de...interesse.
Tenho familiares próximo de Aveiro que conheço...terra interessante!
Até quando esta saga do sal se manterá?
O sal da vida...faz parte dela!

Baraçal-press ® disse...

Parabéns, belo trabalho, abraço

jose costa disse...

olá amiga paula!
fico encantado por cada reportagem que fazes, e vejo que continuas cada dia mais forte mais feliz pois fazes o que te dá muito prazer fotografar tudo o que encanta na cidade de aveiro, mais uma vez continua assim com muita força.

Agulheta disse...

Ana Paula.Continuas a nos presentear com a beleza de Aveiro,as salinas é lindo e toda o envolvente.A reportagem esta fabulosa como sempre.
Beijinho e tudo de bom bfs

ZezinhoMota disse...

Bonita escolha, num poema que ficará gravado no tempo...
Imagens sugestivas.
Boa semana para ti minha amiga.

Bjnhs do ZezinhoMota


A Poesia do Zezinho II http://zezinhomota1.blogspot.com
A Poesia do Zezinho http://zezinhomota.blogspot.com

Cristina Mestre disse...

As tuas fotos estão cada vez melhores...A divulgação da tua bonita terra é de louvar...
Isto é foto reportagem com salpicos de poesia.
Beijo grande, amiga!